11
Abr 12
Imprimir

Normalmente os homens pensam errado a respeito do que realmente faz uma mulher feliz. Fazendo esta pergunta para trinta mulheres de diferentes idades, alguns pontos, já do conhecimento de todos, se destacaram como: Atenção, carinho, respeito profissional, filhos e um amor que lhes proporcione prazer de viver.

Para ordenar melhor a síntese das respostas vamos apresentar em primeiro lugar o pensamento das mulheres na faixa de idade entre 50 anos ou mais, em segundo lugar entre 30 e 50 anos e por último entre 18 e 30 anos.

 

Para as mulheres que atingiram os cinqüenta anos ou mais sua noção de felicidade está ligada principalmente ao sucesso dos filhos e a um casamento estável, tranqüilo, calcado na harmonia familiar. Sentem-se seguras, querem aproveitar a segurança que a idade proporciona, mesmo aquelas que por alguma razão estão separadas. As que são profissionais querem continuar trabalhando pois entendem que o trabalho lhes proporciona manterem-se atualizadas e atuantes. As que se dedicam ao lar querem ter tranqüilidade e um convívio feliz com o marido e com os filhos e netos. Colocam como objetivo principal de suas vidas a família.

Para as mulheres que estão na faixa entre 30 e 50 anos, também há um sentimento muito forte com relação a família, para aquelas que se aproximam dos cinqüenta anos. As mais jovens, muitas separadas do primeiro marido, ainda buscam um amor que lhes complete e que lhes proporcione segurança. Já estão mais conscientes de que estão criando seus filhos com mais independência ou já criaram os filhos e cabe a eles seguirem suas vidas, com uma supervisão mais a distância. Ainda buscam um amor que lhes proporcione bem estar e tranqüilidade pessoal. Para algumas o mais importante é o lado profissional. Não estão pensando em um novo casamento. Querem viver a vida e se possível manter sua independência. Não escondem o desejo de namorar, para ter uma companhia que seja agradável e que proporcione momentos de prazer. Gostam da sua independência, apesar de que nenhuma descarta o amor verdadeiro.

Para a maioria das jovens o sentimento mais forte é com relação ao sucesso profissional. Colocam como prioridade concluir a faculdade, encontrar um bom local para trabalhar e conquistar seu lugar no mundo. Aquelas que já estão formadas buscam seu lugar no mercado com tenacidade. Querem viajar, conhecer cada vez mais o momento que vivem. Demonstram um desejo de independência muito grande. Apesar de desejarem encontrar um parceiro que tenha ideais e que seja um grande companheiro, pois também sonham em formar uma família, não colocam isto como prioridade. Estão na luta profissional e vivendo experiências que podem levar a essa estabilidade emocional. Para outras ainda o amor é um sonho a ser realizado antes da conquista do sucesso profissional.

O sexo como muitos imaginam que é o ponto mais importante, aparece em segundo plano. Precisa fazer parte da vida mas não é o mais importante

A conclusão ficará para cada um que ler este artigo. O que fica claro é que a mulher é muito ligada a idéia de família e o que a faz feliz são os filhos e se possível um amor que lhe proporcione paz interior e muitas alegrias. Demonstram muita segurança no sentido de serem capazes de conquistar a realização profissional. Aí está uma das razões pelas quais as mulheres estão conquistando o mundo. Realização pessoal com a família e profissional através de seu talento.

Convidamos as leitoras a dar a sua opinião sobre este assunto. Façam seus comentários logo abaixo deste artigo. Daremos continuidade a este assunto publicando as contribuições que chegarem.