14
Ago 11
Viver e Saber

O inverno faz parte da alternância de climas que atinge o planeta em determinadas regiões. O Sul do Brasil, para muitos é privilegiado, pois é contemplado com as quatro estações do ano de forma bem marcante.

Talvez por isso é que o povo que habita a região sul, gosta tanto de praia no verão, uma vez que sai de um período de frio e corre para a beira do mar para curtir as delícias do calor.

Neste ano o frio veio intenso e constante causando sérios problemas, principalmente para as famílias mais pobres, que não tem abrigos adequados, nem roupas quentes e muito menos boa alimentação e calefação. Se por um lado o frio é bom para matar as pragas, como diziam os antigos, por outro lado ele traz sofrimento para milhares de pessoas.

O que surpreende é não ter um trabalho preventivo, por parte do Governo e da Sociedade, no sentido de identificar as regiões e famílias que serão mais atingidas, para que tanto as casas quanto as roupas e a alimentação não faltem a estas famílias.

As cenas mostradas nos noticiosos, onde crianças andavam sem calças e sem sapatos num dos piores dias de frio do ano, foi no mínimo lamentável e torturante para todos aqueles que tem sentimentos e se preocupam com seu semelhante.

Aqueles que estavam em boas casas aquecidas e bem vestidos devem ter tido um sentimento de pesar, por ver seus irmãos naquela situação. Muitos não se importam, pois entendem que o mundo é assim. Outros, entretanto no dia seguinte foram as compras buscar algum agasalho para doar visando minimizar aquele sofrimento. Que bom que, ainda, existem pessoas que se sensibilizam e ajudam aqueles que mais necessitam.

Como quem vive na região sul sabe o que significa o frio. Seria interessante que houvesse movimentos nas igrejas e entidades, ainda durante o verão buscando auxílios e identificando as casas que precisam de reparos para evitar que o inverno sacrificasse tantas pessoas, principalmente as crianças e os idosos.

Fica o alerta e o pedido para todos aqueles que lerem este artigo que façam alguma coisa. Qualquer auxilio para a defesa civil chegará nas mãos daqueles que mais necessitam.

Se o Inverno faz parte da vida é preciso que todos saibam como vencê-lo sem sacrifício e muito menos sem sofrimento. Não é justo pessoas passarem frio nos dias de hoje com tantos recursos que existem. Se cada um colaborar com um pouco isto será resolvido.

Cabe ao governo identificar as regiões de extrema pobreza e fazer casas populares, próprias para o clima frio evitando doenças e hospitalizações que custam muito mais. É hora de agir.

Comentarios (0)

RSS Comentario Feed

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.