02
Mar 12
Viver e Saber

O jornal Nacional de 01.03.2012 trouxe dados importantes, divulgados pelo Ministério da Saúde apresentando a situação do atendimento em hospitais conveniados ao Sistema Único de Saúde.

 

 

Toda a iniciativa para melhorar, tanto a saúde quanto a educação do País é válida e merece aplausos.Nos dados apresentados a eficiência da saúde no Brasil, de 0 a 10 foi de 5,4 medindo o acesso da população a todo o tipo de serviço. Os dados mostram, ainda, a dificuldade de acesso aos hospitais e atendimento dos procedimentos mais complexos. Mostra, ainda exemplos positivos, quanto aos transplantes, cujos estados do RS e SP, mostram excelente desempenho.

Como base para um planejamento, que busque solucionar as deficiências, este levantamento é altamente benéfico. Uma boa gestão só é feita baseada em pesquisas que indiquem os caminhos a serem percorridos.

Tendo os dados é preciso fazer acontecer, uma vez que a população conhece esta situação, como ninguém, uma vez que ela sofre a ação deste sério problema, que desafia a inteligência e a capacidade de governar.

Um País só poderá dizer que é desenvolvido quando puder atender com eficiência a população que precisa de atendimento, uma vez que a doença quando atinge o cidadão, exige atendimento rápido e competente, pois se trata da manutenção da vida.

Se qualquer pessoa comum sabe a dificuldade para conseguir uma consulta ou uma cirurgia, ou mesmo um procedimento mais complexo, como o Governo não sabe disso?

Os noticiários mostram a todo o momento pessoas morrendo em salas de espera, ou mesmo tendo que percorrer diversos hospitais para conseguir uma vaga. Outros tantos desesperados com fortes dores e são obrigados a suportar, tamanho sofrimento porque não tem médico ou a consulta é marcada para um mês ou mais adiante. Será que quando voltar ou se voltar ainda continuará com o problema?

Atendimento médico tem que ser imediato. Ninguém pode suportar uma dor por tanto tempo.

Por isso é bom ver que o Governo está empenhado em solucionar este problema, mas é preciso fazer acontecer. O povo brasileiro há muito deseja ter um programa de saúde que não discrimine o pobre do rico. Todos são seres humanos e precisam ser tratados de forma igual, com rapidez e competência.

Vamos acompanhar e ver o que será feito com os dados coletados.

Comentarios (0)

RSS Comentario Feed

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.