24
Set 11
Viver e Saber

As drogas avançam como um tsunami destruindo a vida de muitos jovens e infelicitando famílias.

É sem dúvida alguma, um dos piores males que afligem a humanidade, uma vez que ela não escolhe lugar, nem hora para atingir alguém, com um poder de destruição total.

São inúmeras famílias desfeitas em função deste mal. A angústia, a vergonha e a necessidade de entender porque foram atingidos, levam pessoas ao desespero e a gastar tudo o que tem para tentar afastar este problema. O pior é que nem sempre conseguem atingir este objetivo.

Dificilmente alguém não tem muito próximo, um parente ou um amigo, que está envolvido com drogas e enfrenta a difícil tarefa de conseguir se afastar delas.

É um sofrimento para a família que não tem tempo para acabar. É um horror para quem está envolvido porque não consegue se ver livre da tentação. Por mais que seja orientado e acompanhado, volta a ceder e tudo recomeça novamente. É um ciclo de horror.

Muitas clínicas especializadas tratam do problema e apresentam resultados satisfatórios. Entretanto, ainda não existe uma solução mágica, que afaste rapidamente o usuário do consumo.

É preciso esforço coletivo na busca de soluções para este problema, que passa indiscutivelmente pelos profissionais da área da saúde e de boas clínicas especializadas e com pessoal competente, que tenham também a capacidade de se doar e entender para poder ajudar, sem julgamentos precipitados ou a caça ao culpado. É uma fatalidade que acontece para muitas famílias que precisam de apoio e tratamentos adequados.

Para aqueles que são educadores esta deve ser, mais uma missão, no sentido de entender os jovens e suas dificuldades e orientá-los para que não caiam nesta tentação, pois é muito fácil entrar e muito difícil sair.

As escolas precisam incluir palestras permanentes com profissionais especializados, visando prevenir o consumo de drogas. É tarefa sim das escolas contribuir, decisivamente, para evitar que os jovens destruam suas vidas se envolvendo com esta praga que tomou conta da sociedade.

Jovens que tem segurança, pois se sentem amados, queridos por todos e aprendem a valorizar a vida não cairão nesta tentação. Os pais precisam, desde muito cedo, demonstrar todo o amor que sentem por seus filhos, pois amor e verdade solidificam um caráter e afastam tentações.

Respeito e diálogo permanente na família, atitudes firmes dos pais com relação à orientação e confiança nos filhos, bons exemplos de trabalho que constrói para a vida, estabelecimento de limites e de verdade como fator indispensável para a boa convivência, tudo isso com muito amor e carinho, ajudarão os jovens a sentir seguros e amados sem medo de enfrentar a vida.

Mais amor e menos cobrança ajudarão os jovens a construir seu futuro.

Comentarios (1)

RSS Comentario Feed
drogas a epidemia do mal
0
Drogas, a epidemia do mal.
1
As drogas avançam como um tsunami destruindo a vida de muitos jovens e infelicitando famílias.

É sem dúvida alguma, um dos piores males que afligem a humanidade, uma vez que ela não escolhe lugar, nem hora para atingir alguém, com um poder de destruição total.

São inúmeras famílias desfeitas em função deste mal. A angústia, a vergonha e a necessidade de entender porque foram atingidos, levam pessoas ao desespero e a gastar tudo o que tem para tentar afastar este problema. O pior é que nem sempre conseguem atingir este objetivo.

Dificilmente alguém não tem muito próximo, um parente ou um amigo, que está envolvido com drogas e enfrenta a difícil tarefa de conseguir se afastar delas.

É um sofrimento para a família que não tem tempo para acabar. É um horror para quem está envolvido porque não consegue se ver livre da tentação. Por mais que seja orientado e acompanhado, volta a ceder e tudo recomeça novamente. É um ciclo de horror.

Muitas clínicas especializadas tratam do problema e apresentam resultados satisfatórios. Entretanto, ainda não existe uma solução mágica, que afaste rapidamente o usuário do consumo.

É preciso esforço coletivo na busca de soluções para este problema, que passa indiscutivelmente pelos profissionais da área da saúde e de boas clínicas especializadas e com pessoal competente, que tenham também a capacidade de se doar e entender para poder ajudar, sem julgamentos precipitados ou a caça ao culpado. É uma fatalidade que acontece para muitas famílias que precisam de apoio e tratamentos adequados.

Para aqueles que são educadores esta deve ser, mais uma missão, no sentido de entender os jovens e suas dificuldades e orientá-los para que não caiam nesta tentação, pois é muito fácil entrar e muito difícil sair.

As escolas precisam incluir palestras permanentes com profissionais especializados, visando prevenir o consumo de drogas. É tarefa sim das escolas contribuir, decisivamente, para evitar que os jovens destruam suas vidas se envolvendo com esta praga que tomou conta da sociedade.

Jovens que tem segurança, pois se sentem amados, queridos por todos e aprendem a valorizar a vida não cairão nesta tentação. Os pais precisam, desde muito cedo, demonstrar todo o amor que sentem por seus filhos, pois amor e verdade solidificam um caráter e afastam tentações.

Respeito e diálogo permanente na família, atitudes firmes dos pais com relação à orientação e confiança nos filhos, bons exemplos de trabalho que constrói para a vida, estabelecimento de limites e de verdade como fator indispensável para a boa convivência, tudo isso com muito amor e carinho, ajudarão os jovens a sentir seguros e amados sem medo de enfrentar a vida.

Mais amor e menos cobrança ajudarão os jovens a construir seu futuro.
amanda , março 18, 2014

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.