14
Ago 11
Viver e Saber

A juventude é a fase gloriosa da vida. Ela é sinônimo de saúde, força, ótima memória, muita energia e disposição para qualquer coisa. É a fase do aprendizado, quando ainda é possível errar ou deixar de fazer, porque há tempo para recuperar ou corrigir.  Ela abre as portas para a fase adulta, quando tudo passa a ser diferente.

 

A Juventude pertencente à geração Y, isto é todos aqueles que nasceram a partir de 1980, pode ser considerada a propagadora da moderna tecnologia. Todos os jovens desta geração tem uma familiaridade muito grande para lidar com qualquer aparelho que seja lançado no Mercado, com uma facilidade que impressiona a todos.

Parece que vieram ao mundo programados, para mudar conceitos, atitudes e principalmente a maneira de ver as coisas. Ela está interferindo e influenciando o mundo todo. Não há mais condições para uma vida separada da tecnologia. Ela está nas casas, no trabalho, no lazer, no turismo enfim em todos os meios de vida existente.


Apesar de ainda encontrarem resistências, tanto em casa como nas empresas, ela segue adiante com a confiança de quem sabe que está apta a fazer o melhor através dos instrumentos que dispõe. É um novo choque de gerações.


Em casa os pais reclaman do tempo que os filhos perdem na frente dos computadores jogando, se comunicando através das redes sociais, enviando mensagens, praticando os principícios da comunicação, isto é interagindo de forma espontânea e eficaz com o mundo.


Nas empresas são olhados com desconfiança, sempre sendo vigiados pelos antigos chefes que acham que eles precisam de regras e de controle para serem produtivos. É exatamente o contrário. O que eles precisam é serem ouvidos, pois tem muito a contribuir.


Através do conhecimento e da facilidade em usar as modernas ferramentas tem condições de encurtar caminhos e obter melhores resultados.
Esta geração, que não dá importância para a gravata, nem está preocupada com os padrões tradicionais é quem está mudando o mundo e tornando todas as atividades e costumes mais simples e fáceis de serem consumidos e vividos.


Eles têm condições de ensinar, mesmo diretores de empresas e professores, que estão ou já passaram dos cinquenta anos. O difícil é fazer com que estas pessoas aceitem esta ajuda. Felizes daqueles que entendem que sabem muito, mas que no campo da tecnologia esta geração está muito na frente, e pode contribuir decisivamente para modernizar procedimentos já rotinizados dentro das empresas.


E preciso olhar para estes jovens com outros olhos. Ver neles os agentes de mudança. O mundo caminha e é impossível sufocar um talento. É preciso unir conhecimentos misturando experiência com ousadia e habilidade para uzar a tecnologia.


Os professores precisam urgentemente entender que é preciso mudar. Precisam aceitar que não dá mais para um aluno ficar parado, quatro ou cinco horas ouvindo uma aula, que se torna cansativa e não desperta o interesse de nenhum aluno.

Compartilhe com eles experiências e troca de informações em aula. Permitam a utilização de computadores pessoais em aula. Criem sinergia com outras escolas e permitam a comunicação dos alunos indicando um tema a ser discutido. É certo que esta atitude fará com que eles se sintam participantes do processo e surpreendam a todos com os resultados.


O site Viver e Saber quer discutir este assunto com todos os leitores. Façam contato e nos deem sua opinião que publicaremos. Clique aqui para o contato.

Adelino Cruz

Comentarios (1)

RSS Comentario Feed
gsgdlwyf
0
muito legal mas tem que melhora
cuzinho , outubro 28, 2013

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.