01
Mar 12
Viver e Saber

O desejo de vencer na profissão faz com que muitos profissionais lutem para atingir um cargo gerencial. Ao conseguirem se defrontam com a realidade que exige alem de conhecimentos, equilíbrio psicológico e capacidade para lidar com pessoas.

 

A união destas competências nem sempre atingem a todos. É comum ver pessoas altamente qualificadas, com excelente formação acadêmica, mas com poucas habilidades para gerenciar pessoas.

 

São em geral exigentes, sem entender que cada um é diferente do outro. Fazem exigências baseados na sua competência, mas sem nenhuma habilidade no trato, tanto para designar tarefas, quanto para orientar e mesmo controlar.

O resultado é que a equipe sofre com este perfil gerencial. Ao sofrer não é produtiva quanto deveria ser, pois não sente prazer em ir para o trabalho e muito menos realizar as tarefas que lhe foram destinadas.

A ansiedade toma conta, tanto do colaborador, que não está confortável no seu trabalho, quanto o gerente que não consegue obter os resultados que lhe serão cobrados. Sente que a equipe não corresponde e a culpa por isso, se tornando mais exigente e controlador, tornando o ambiente totalmente desfavorável.

O resultado é que a ansiedade se torna tão freqüente, que se transforma em angústia e esta é séria e precisa ser tratada por profissionais da área médica.Tudo acontece pela insegurança do gerente. Nem de longe ele lembra um líder que consegue obter os melhores resultados proporcionando um ambiente agradável para todos. Como sabe que será cobrado pelos resultados, e sente que não tem a equipe sob seu controle, já não tem mais tranqüilidade. Perde o sono, não sente prazer com o trabalho, gera preocupações familiares e principalmente se questiona sobre sua competência e habilidades pessoais.

A solução é pedir ajuda, seja do setor competente na própria empresa, com seu superior hierárquico, com amigos mais experientes, ou mesmo procurar ajuda com um médico ou psicólogo.

Para evitar que isto aconteça, siga as orientações abaixo:

1 – Ao assumir o cargo gerencial, reúna o grupo de trabalho e apresente seu plano de trabalho, falando de seu jeito de ser, do seu modo de orientar e cobrar resultados, dando oportunidade para que a equipe também se manifeste. Esta interação gera confiança.

2 – Deixe claro o que você aceita e o que não aceita na sua gestão, dando oportunidade para que as pessoas também digam o que esperam e como gostam de trabalhar.

3 – Respeite as pessoas e mostre que acredita no talento de cada um. Valorize seus colaboradores.

4 – Deixe claro que todos estão ali para buscar os resultados que a empresa espera e que neste sentido exigirá o melhor de cada um.

5 – seja exigente, mas humano ao mesmo tempo, entendendo que os colaboradores buscarão os resultados se trabalharem com prazer.

Estas orientações farão com que o ambiente de trabalho seja agradável, evitando inseguranças, ansiedades e angústias.

 

Comentarios (0)

RSS Comentario Feed

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.