13
Set 16
Viver e Saber

As gerações se sucedem e com elas mudanças comportamentais ocorrem criando situações, muitas vezes embaraçosas, para níveis de comando nas organizações, que por resistência ou acomodação, não acompanham a evolução dos tempos.

É do conhecimento geral as alterações que ocorrem no seio familiar criando situações difíceis para a convivência de jovens afoitos, que não se sujeitam mais a obedecer, como acontecia em outros tempos.

Por terem atitudes firmes, sobre muitos assuntos, em função do conhecimento que adquirem, através da comunicação existente, através dos meios eletrônicos , hoje, acessível a todos e dominados por eles, sentem e querem ter participação efetiva na condução das atividades profissionais.

Ocorre que encontram, ainda, muitas resistências, que os fazem se desmotivar e partir para novas experiências, que nem sempre são fáceis de encontrar, gerando tristeza e desacreditando de um futuro promissor. Isto gera revolta, o que faz com que tomem atitudes, nem sempre corretas, aos olhos de quem, ainda não entende, que o que desejam é apenas participar.

 

 

Muitas escolas, que também passam por um período de transição, já se aperceberam, que é preciso ouvir mais e não só insistir na velha obediência pois, os jovens de hoje tem o desejo de viverem felizes estudando e trabalhando com entusiasmo. Para isso entendem que precisam participar mais e não apenas receber ordens.

Como fazer para que haja uma confluência de interesses visando sempre atingir os objetivos que as empresas precisam atingir?

A resposta é simples : Parar e repensar sobre a participação dos colaboradores nas decisões das áreas que compõe uma empresa. Ouvir pessoas sempre é bom em qualquer situação. Por isso é fundamental uma mudança de atitude, por parte das áreas de comando, determinando, as áreas de recursos humanos, que utilizem os mecanismos existentes para que todos possam participar e se sentirem membros efetivos das empresas em que atuam. Conduzir pessoas sempre foi um desafio para os gestores, nem sempre preparados para o diálogo. Muitos ainda carregam o fardo do comando do início dos tempos, quando um mandava e os outros obedeciam.

Os tempos mudaram e novas atitudes se impõe.

Vencer dificuldades, que surgem em tempos de crise, só é possível com equipes motivadas, mas principalmente confiantes no seu conhecimento adquirido, não só com estudos, mas também através dos meios eletrônicos, disponíveis para eles, com tudo aquilo que precisam para saber mais.

Vivemos outros tempos, onde não é mais possível ignorar a explosão de hábitos e costumes que vemos no nosso dia a dia.

Felizes daqueles que estão prontos para estes tempos pois, as empresas que serão lideres no futuro serão aquelas que permitirem a participação de todos os colaboradores, os quais precisam ser bem recrutados e principalmente promovidos pelo talento e capacidade de mudar para um futuro melhor. Para atender esta necessidade criamos o curso GESTÃO COM PARTICIPAÇÃO, visando contribuir com as empresas para promover esta mudança.

Prof.Adelino Cruz.

Consultor

 

Comentarios (0)

RSS Comentario Feed

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.