22
Jun 15
Viver e Saber

A divulgação recente do baixo crescimento do PIB brasileiro em 2014 alerta os diferentes setores da economia com relação as perspectivas de crescimento para o ano corrente. As preocupações estão presentes fazendo com que empresas tomem decisões que façam com que seus resultados se mantenham nos patamares esperados.

Segundo o IBGE o PIB brasileiro teve um crescimento de 0,1% em 2014. Em valores correntes a riqueza gerada pela economia brasileira atingiu R$ 5.52 trilhões. Segundo os economistas as perspectivas para o ano de 2015 não são animadoras, devendo ter um fraco desempenho entre 0,1 % e 0,8%, devido a elevação das taxas de juros, a queda no consumo, a redução nos investimentos externos e a alta da inflação.

Para o segmento de seguros, previdência privada, saúde, capitalização e resseguro, que vem tendo uma representatividade crescente na composição do PIB nos últimos quinze anos passando de 1,% para 6%, há espaço para crescer.

Este sentimento é positivo para efeito de motivação do setor e principalmente das empresas e corretores que diariamente tem a incumbência de conquistar mercados. A ação de prospectar clientes exige pró atividade dos corretores, que precisam acreditar no potencial de mercado, para atuarem com segurança na busca de resultados.

Para saber como eles pensam entrevistei pessoas do setor, que passaram alta motivação, acreditando que pode haver alguma influência do momento que o Pais vive, mas que a classe dos corretores saberá, como já fez em outras situações superar os obstáculos, acreditando que estão preparados para vencer barreiras.

Disseram,ainda, que o segmento continuará crescendo devido ao grande potencial brasileiro para este segmento, alertando que nestes momentos de dificuldade, as pessoas se dão conta da importância do seguro, exatamente em função das dificuldades, razão pela qual devem ter coberturas tanto pessoais quanto ligadas ao seu patrimônio, o que favorece a comercialização do seguro.

Mesmo com esta motivação é recomendável não ignorar as dificuldades, tendo um plano de contingência que faça frente ao momento , principalmente no treinamento permanente das pessoas que atuam neste segmento, uma vez que encontrarão no mercado muitas queixas, que acabam contagiando aqueles que não estão bem preparados, ou que se contagiam, com este tipo de observação, comprometendo os resultados esperados.

É certo que existe espaço para crescimento em função do extraordinário potencial deste País. Isto deve fortalecer a vontade dos profissionais de vendas para atingirem suas metas e consolidarem suas posições e de suas empresas no mercado.

São muitos os exemplos de superação em situações difíceis, principalmente quando se tem em mãos um produto nobre para vender que só traz benefícios para os indivíduos. O seguro, um plano de previdência privada ou de saúde, capitalização ou resseguro são opções que geram tranqüilidade proporcionando segurança para quem deles se utiliza.

Esta consciência cresce a cada dia entre a população, consumidora de bens e serviços, adquiridos com sacrifícios, razão pela qual precisam estar segurados, visando manter a tranqüilidade da família em situações de dificuldade.

O corretor de seguros precisa sentir que leva soluções exatamente para os momentos difíceis, como o País atravessa, quando tantas pessoas perdem empregos, mas não perdem suas dívidas e não deixam de ficar doentes ou ter problemas com as chuvas, raios e outros contratempos que geram grandes preocupações à população.

A nobre categoria dos corretores precisa ter a certeza de que o trabalho que executam tem o poder de gerar tranquilidade para a população. Esta convicção deve ser o fator de motivação, para seguir em frente, vencer as dificuldades do momento e garantir resultados positivos.

Adelino Cruz.

.

 

 

Comentarios (0)

RSS Comentario Feed

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.