13
Ago 13
Viver e Saber

 

O empreendedorismo cresce vertiginosamente no Brasil. Jovens ao concluir seu curso superior, já não tem como primeira alternativa buscar emprego. Dados de pesquisa mostram que já são 22 milhões de jovens de até 35 anos, que são empreendedores.

Mas não são apenas os jovens. Pessoas de todas as idades, incluindo aqueles que se aposentam e que tem habilidades, como acontece muito no nordeste do Brasil, decidem abrir pequenos negócios, pois não desejam ficar esperando o tempo passar.

Isto demonstra que criatividade existe em grande escala no Brasil. O que ainda é preciso ampliar são as fontes de financiamento, tornando acessível e barato o capital de giro, indispensável para que o negócio prospere.

 

É grande o percentual de empresas que não atingem dois anos de atividades. Os fatores que levam a isto são vários, como falta de um bom plano de negócio que viabilize a ação, prevendo os recursos necessários para suportar o período de implantação do negócio, o desconhecimento dos princípios de gestão, os altos impostos e principalmente capital de giro.

O sucesso que os jovens tem conseguido em grande parte está ligado a união de dois ou mais amigos que se unem para levar uma idéia avante, principalmente quando se trata de tecnologia, área que dominam com facilidade.

Se o entendimento e os objetivos são coincidentes eles tornam viável o negócio, porque se dedicam com exclusividade, entendendo que no futuro poderão gozar dos benefícios que lhes garantirão o sucesso.

Quando os sócios não tem este pensamento e não se afastam de seus afazeres, tudo fica difícil e os resultados não aparecem, porque uma empresa exige muito trabalho e dedicação integral para que funcione.

Não se iludam pensando em milagres, pois isto não existe em negócios. As idéias se concretizam através dos esforços despendidos pelos sócios inicialmente, até poderem ter colaboradores qualificados para ajudá-los, sem esquecer do investimento necessário para vencer os primeiros meses, que são difíceis, quando não existe uma base de clientes.

Por isso é importante ter apoios iniciais, que complementem o esforço dos iniciantes em empreendedorismo, que pode ser de diversas formas, como consultorias especializadas, que ajudarão com sua experiência a planejar as ações que levarão ao sucesso.

As franquias são uma alternativa importante, porque ao adquirir o direito de uso de uma marca, o franqueado recebe informações importantes sobre o negócio, que já existe e que deu certo. Ao repassar o conhecimento do negócio o franqueador garante o apoio inicial indispensável para consolidar posição no mercado.

O empreendedorismo individual também cresce no Brasil. Se por um lado isto é positivo, por outro, revela que as empresas perdem possíveis colaboradores audaciosos, que não aceitam mais trabalhar sob o comando de pessoas, nem sempre competentes mas sempre autoritárias e em nenhuma liderança.

Este artigo visa despertar o interesse pelo empreendedorismo, mas ao mesmo tempo alertar para os cuidados que precisam ser tomados e que foram explicitados acima. De resto é acreditar e ousar.

Consultoria Viver e Saber Ltda.

Atendimento@viveresaber.com.br

Fone 51-99 55 32 21

 

Comentarios (0)

RSS Comentario Feed

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.