03
Jul 13
Viver e Saber

 

Iniciar relacionamentos com profissionais ou empresários de diferentes setores, pode ser um meio importante para fazer negócios, uma vez que, em geral, as pessoas recebem melhor quem é recomendado.

Também saber construir bons relacionamentos com colegas de trabalho, pode ser no futuro o degrau para novas oportunidades profissionais, porque as situações mudam, uma vez que aquele que hoje é um gerente amanhã poderá ser um diretor de uma empresa importante.

Mesmo um subordinado pode crescer profissionalmente chegando a um cargo superior ao do gerente ou do diretor que tinha. Neste caso as portas estarão abertas para aqueles que foram líderes e não chefes.

 

 

Qual a diferença entre ambos?

É simples. Um líder contagia seus colaboradores com sua motivação interatividade, conhecimento, capacidade de se relacionar, de identificar problemas e ajudar a resolvê-los, entendendo as limitações e ajudando a superá-las, enquanto que o chefe gosta de mandar, exigir, muitas vezes, com arrogância se valendo do cargo que ocupa.

O chefe é uma figura do passado, cheio de verdades prontas, não admitindo interferências ou interrogações, porque é inseguro e tem medo de ser superado por jovens, que tem uma outra visão sobre o mundo.

O que as empresas buscam são líderes, pessoas que possuem excelente formação, com postura dinâmica, dispostos a assumir desafios e ao mesmo tempo se sentir participante do processo em que estão inseridos.

A habilidade em se comunicar bem com todos, a facilidade em abrir novos relacionamentos, um comportamento equilibrado e atitudes pró-ativas são fundamentais para construir uma carreira de sucesso.

O profissional que tiver essas competências dificilmente será esquecido, tanto pelos níveis hierárquicos superiores, quanto pelos pares e pelos colaboradores. No futuro, isto pode ser o passaporte para um novo emprego ou uma recomendação, o que lhe garantirá ser contratado em uma nova empresa.

O inverso é verdadeiro. Aquele que se relaciona mal, que não se compromete com nada e muito menos com a empresa e com o cargo que ocupa, dificilmente encontrará seguidores e muito menos quem o admire e o recomende.

Por isso todo o profissional que visa uma carreira de longo prazo, não esqueça de incluir em suas atribuições diárias, a conquista de superiores hierárquicos, colegas de trabalho, clientes e parceiros, pois no futuro isto pode ser decisivo, no momento em que precisar de uma nova oportunidade.

A importância dos relacionamentos no meio profissional é total, não só para o trabalho, mas principalmente para a vida. Bons relacionamentos podem ser considerados como uma poupança pessoal, para futuros empregos ou negócios.

 

Comentarios (0)

RSS Comentario Feed

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.