30
Jun 13
Viver e Saber

 

O Banco Central alterou a projeção anterior da taxa de inflação, que era de 5,7% para 6% em 2013, no relatório de inflação divulgado trimestralmente. Analistas de mercado indicam um índice menor de 5,8%.

Para o povo brasileiro, que não tem noção de índices de inflação, isto quer dizer muito pouco, pois o que interessa, para ele, é ver preços acessíveis, quando vai a supermercados e lojas comprar o que precisa.

Para a população, inflação é quando vê subirem os preços, a cada dia, impedindo-o de adquirir o que deseja, principalmente o sustento e a manutenção de coisas básicas para suas famílias.

 

As manifestações que estão ocorrendo no País demonstram insatisfação, com a atuação do governo, mas também uma revolta interna, em cada indivíduo, que se desgasta trabalhando e não consegue poupar, nem investir, porque tudo que recebe vai para a manutenção básica, em muitos casos, não conseguindo ter dinheiro até o final do mês.

Não se trata mais de ser a favor ou contra a este ou aquele governo ou partido. Há um cansaço e ao mesmo tempo uma revolta na população, que assistia pacificamente o desperdício de dinheiro público, as mordomias e a corrupção, quando muitos milhões sofrem com as dificuldades do dia a dia.

E não se trata mais só da classe menos favorecida. A classe média apresenta dificuldades maiores ainda, uma vez que atingiu um status, que não consegue manter, principalmente na educação dos filhos, cada vez mais deficiente e mais cara.

Homens e mulheres de todas as camadas sociais sentem-se inseguros ao iniciar o segundo semestre, pois ninguém sabe aonde os movimentos populares irão chegar. No meio das reivindicações ordeiras, criminosos, baderneiros cometem atrocidades e novamente a policia não consegue prendê-los e afastá-los do convívio de gente decente, que busca soluções para resolver os seus problemas.

Executivos desempregados, levam até um ano, para conseguir uma recolocação, apesar do governo dizer que o desemprego está em baixa. Imaginem o sofrimento de uma família, que vive com um pai ou uma mãe desempregados, sem ter onde buscar o que precisa para o sustento familiar?

O brasileiro é um povo forte para conseguir viver, há tantos anos, com tantas dificuldades e incertezas. Os mais idosos já desanimaram, pois entendem que não verão este País desenvolvido, proporcionando bem estar e alegria para seu povo, a não ser através do futebol e do carnaval.

É preciso Ordem e Progresso para garantir estabilidade para um povo, que vive num País privilegiado, por tantas riquezas naturais, mas que por incapacidade no gerenciamento dos recursos, faz este povo sofrer, até mesmo na hora que mais precisa, que é na doença.

A hora exige reflexão e ao mesmo tempo ação, para mudar o que está errado, pensando sempre em garantir qualidade de vida para a população brasileira.

 

Comentarios (0)

RSS Comentario Feed

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.