16
Abr 13
Viver e Saber

 

Limitar a vacinação, contra o vírus da gripe, é uma forma de discriminação, uma vez que contempla grupos especiais, chamados de risco, em detrimento dos demais, que também deveriam ser vacinados gratuitamente, nos postos de saúde.

A recomendação para as pessoas, que não estejam nos grupos de risco, é para procurarem as clinicas particulares e pagarem para serem imunizadas. É certo que muitas pessoas não tem condições de pagar. Como o vírus não é discriminador, pois ele atinge a todos, significa que continuará agindo e a gripe circulando.

Quantas pessoas andando nas ruas, nos ônibus, nos bares e restaurantes, nas salas de aula, respirando, contrairão o vírus e espirrando espalharão o vírus para os demais?

 

Por que o governo não vacina toda a polução?

Será que deve ser feito economia com a saúde das pessoas?

É claro que a decisão se baseia, no fato de que em 2012 já foram vacinados 80% do grupo alvo que são os idosos a partir de 60 anos, crianças entre 6 e 2 anos, gestantes, indígenas e trabalhadores da saúde, além de contar com a capacidade de resistência das pessoas mais jovens, de contrair o vírus. Porém, todos em diferentes momentos, mesmo jovens fortes e saudáveis ficam gripados.

É preciso repensar e incluir os demais brasileiros, que não fazem parte dos grupos de risco, na vacinação nacional. Isto acontecendo a imunização será total e a população viverá mais tranqüila. O povo já vive com tantas preocupações que poderia ser poupado de sentir medo de um vírus, que pode causar até a morte,no caso do H1N1.

Por isso é importante que toda a população, tome cuidados e façam um esforço especial para serem vacinados, ao mesmo tempo em que sigam exemplos de outros países desenvolvidos, como no Japão, onde uma pessoa gripada, usa máscara no rosto para andar nas ruas e nos transportes coletivos, evitando espalhar o vírus para os demais.

Mais uma vez é preciso ter educação e tomar alguns cuidados, seguindo a orientação do ministério da Saúde, evitando a contaminação conforme segue:

1 – Lavar as mãos com freqüência.

2 – Usar lenço descartável.

3 – Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir.

4 - Higienizar as mãos quando espirrar ou tossir.

5 – Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca.

6 – Não partilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal.

7 - Ventilar os ambientes.

8 - Evitar locais fechados

Além dos cuidados acima, é preciso manter a casa e os pátios limpos, bem como não jogar lixo nas ruas, ou qualquer objeto que possa conter água parada, local propício para a proliferação de mosquitos.

Uma população educada e bem informada pode evitar muitas doenças que prejudicam a vida e a normalidade, afastando os filhos das escolas e adultos do trabalho por causa de resfriados e gripes, que poderiam ser minimizados com alguns cuidados especiais.

Não esqueça, a vacinação contra a gripe, nos postos de saúde, termina no dia 26 de abril, para o público alvo. Os demais façam o Possível para serem vacinados, nas clínicas particulares.

 

Comentarios (0)

RSS Comentario Feed

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.