27
Mar 13
Viver e Saber

 

Sim. Devem se restringir ao horário comercial, salvo honrosas exceções. Respeitar horários tem sido uma dificuldade para muitos profissionais, que atarefados, estressados ou desorganizados, acham que podem dispor do tempo dos colaboradores, como bem entendem.

Outros, demonstrando uma pressa incontrolável, não se dão conta de que ligam após dez horas da noite, ou qualquer outro horário inoportuno, incluindo fins de semana, como se os colaboradores tivessem que estar de prontidão em tempo integral.

Um leitor me informa que, recebeu um telefonema do diretor de sua área, em sua casa, numa sexta feira a noite, `as dez horas e quarenta e cinco minutos, sobre um assunto que aconteceria na quarta feira da semana seguinte. Sentiu que o mesmo estava agitado e que estava, ainda no trabalho.

 

Não tinha urgência, pois o assunto poderia ser tratado na segunda feira, mas o Diretor usando de sua autoridade, que possivelmente o faz entender que pode dispor do tempo dos colaboradores como bem entender, em vez de anotar para não esquecer ou passar um e-mail, resolveu ligar, alertando-o para a importância do evento.

Este caso mostra como o respeito ao direito do outro está sendo ignorado. Ansioso ou usando mal o tempo, ou ainda estressado pela rotina diária que acomete este e muitos outros executivos, continua trabalhando até altas horas, esquecendo que neste horário, deveria estar relaxando e curtindo sua família ou o seus amigos.

Esquece, ainda, que esta ligação poderá caracterizar a continuidade do trabalho, além do horário estabelecido em contrato, mostrando que o horário de folga do colaborador não á respeitado, garantindo direitos trabalhistas.

Muitos artigos já foram escritos sobre o resgate de valores na sociedade, tão fundamentais para uma convivência pacífica e respeitosa. Boa educação é indispensável em todas as situações e inclui respeitar horários.

Ligar para qualquer colaborador, fora do horário de expediente é inaceitável, a não ser diante de algo muito grave que exija ação imediata. O bom senso deve prevalecer, para priorizar o que realmente precisa ser falado, fora do horário normal ou poderá ficar para o dia seguinte.

Mesmo entre familiares e amigos o respeito ao descanso deve ser observado, sempre havendo combinações entre as partes que justifique chamar em qualquer horário.

As ligações profissionais devem se restringir ao período compreendido entre 8 horas da manhã e 18 horas da tarde, respeitando o horário de almoço e abrindo exceção para casos excepcionais. Agindo assim as relações profissionais se manterão no clima de respeito pessoal que deve caracterizar as relações de trabalho.

A perda de valores, incluindo as regras de boa educação e convivência em sociedade, onde tudo é permitido e nada pode ser contestado, tem gerado uma série de inconveniências que precisam ser revistas, pois o respeito ao direito do outro é fundamental para a harmonia das relações, sejam pessoais ou profissionais.

 

Comentarios (0)

RSS Comentario Feed

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.