11
Mar 13
Viver e Saber

 

A cada dia, a população brasileira é atacada por fatos, que chocam as pessoas de bom senso e que ainda procuram viver dentro de valores morais, que sempre nortearam a vida em sociedade.

O brasileiro é muito forte, para agüentar tantas barbaridades, que acontecem e que mostram a perda de valores e a banalização de crimes, acidentes, pessoas sendo mortas dentro de CTIs, e principalmente pela corrupção vergonhosa que assola o País.

Ver a foto de pessoas condenadas pelo Supremo Tribunal Federal, ao lado das maiores autoridades do País, revela o estágio em que estamos e o quanto isto deixou de ser importante, principalmente na política brasileira.

 

Quando se compara o quanto ganha um professor, que tem a nobre missão de ensinar e formar a juventude , que será o futuro da Nação, ao salários dos afortunados que trabalham no Congresso Brasileiro não dá para entender como isso é possível e aceito passivamente por todos e principalmente pelas autoridades constituídas.

Quando a televisão mostra escolas em péssimo estado de conservação, impedindo o início das aulas, deixando inúmeras crianças sem poder estudar, por falta de recursos ou de gestão, surge o espanto diante da grandiosidade dos estádios de futebol que estão sendo construídos, muitos com dinheiro do povo.

Quando mostram o estado da saúde pública no Brasil, com doentes em macas ou até mesmo deitados no chão dos corredores, a tristeza, a incerteza e o medo tomam conta, porque poderá acontecer com cada um de nós, menos para os políticos, que quando ficam doentes são atendidos no melhor hospital do Brasil.

Quando, chocados, ouvimos as notícias de tragédias, como a que aconteceu em Santa Maria, a revolta toma conta, porque tudo poderia ser evitado se houvesse fiscalização e respeito as leis. O País parou chorando a morte de jovens universitários, que estavam apenas se divertindo e perderam a vida pela omissão de quem não tem respeito pela vida humana.

Quando andamos no trânsito, fica evidente a falta de controle de muitos motoristas, que dirigem mal, bêbados e em alta velocidade, mesmo depois de tudo que é feito, explicado e orientado. Novamente não há respeito as leis.

Quando vemos um jovem motorista bêbado, atropelar outro jovem, que ia para o trabalho de bicicleta, e que fugiu sem prestar socorro, cometeu a atrocidade de jogar o braço fora do acidentado, que havia ficado no pára brisas de seu carro, então não dá mais para deixar de tratar esta sociedade que está doente.

O que fazer para mudar tudo isso?

Só há um caminho, que é a educação de qualidade, que além de ensinar, forme, desde muito cedo as crianças, para uma vida diferente do que estamos tendo hoje, resgatando valores como respeito e amor ao próximo e boa educação para com todos.

É preciso acabar com o jeitinho brasileiro, tão difundido como se fosse algo positivo, fonte de tanta corrupção e responsável pelo descrédito, de milhões de brasileiros nas instituições.

Não dá para conviver, com tantos problemas. É urgente a necessidade de acabar com tudo que está errado. Os professores brasileiros respeitados e valorizados, podem resolver este problema.

 

Comentarios (0)

RSS Comentario Feed

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.