01
Mar 13
Viver e Saber

O IBGE divulgou na manhã de hoje, 01.03.2013 o percentual de crescimento da economia brasileira em 2012, apresentando um tímido crescimento de 0,9%, sendo o mais baixo desde 2009, que em valores significa 4,4 trilhões.

O Produto Interno Bruto é um dos principais indicadores da economia, que mostra a soma de todas as riquezas geradas pelo País. O dado é frustrante e revela que algo precisa ser feito, para se equiparar aos países em desenvolvimento.

 

Estados Unidos e mercados emergentes como Rússia e México tiveram crescimento superior a 3%,. A África do Sul, que teve um dos crescimentos mais baixos entre os emergentes ficou a frente do Brasil, com 2,5%. O crescimento da China e da Indonésia foi superior a 6%.

O tímido crescimento da economia brasileira, só é comparável aos países europeus, como a Alemanha que teve crescimento de 0,7% e Reino Unido com 0,2%. Itália, Portugal e Espanha não apresentaram crescimento em 2012, demonstrando que ainda não conseguiram vencer a crise gerada pelo estouro da bolha financeira iniciada em 2008.

O Povo brasileiro precisa que o País cresça, para gerar empregos de qualidade para os profissionais que buscam graduação e pós graduação visando poder ocupar posições de destaque no mercado de trabalho.

Com o baixo crescimento há retração de novas oportunidades desestimulando o investimento, principalmente na Indústria que vem sofrendo com a queda do Dólar, com a importação de produtos mais baratos do exterior e com os altos impostos que inviabilizam muitas iniciativas.

Não dá mais para retroceder. É preciso voltar a crescer em 2013 criando condições favoráveis para que os empresários invistam, modernizando suas empresas, investindo em tecnologia e pagamento menos impostos.

Ao Governo cabe agir mais e melhor e falar menos, pois os números não mentem e mostram o estágio em que estamos comparados com os demais países em desenvolvimento.

Que este resultado leve a uma profunda reflexão sobre o que aconteceu, corrigindo o que não deu certo e criando condições para a retomada do crescimento, que é muito mais importante, do que só pensar em se manter no poder.

O Brasil precisa crescer para garantir qualidade de vida para a população, através de uma economia forte, que privilegie todas as atividades do País.

Comentarios (0)

RSS Comentario Feed

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.