18
Fev 13
Viver e Saber

Não há como chegar a um destino sem identificar a rota que será utilizada para percorrer o caminho. Tanto na vida pessoal como na vida profissional é preciso focar naquilo que se deseja atingir.

É preciso determinar o ponto a ser atingido e isso se consegue com um planejamento, que nada mais é do que se antecipar aos fatos, identificando as vantagens e desvantagens, de cada estratégica estabelecida.

 

As grandes empresas possuem estruturas especializadas, com profissionais qualificados, que montam, junto com os dirigentes o planejamento estratégico da organização.

Nele são estabelecidos os grandes objetivos a serem alcançados, ao longo de um tempo pré estabelecido, que em função das oscilações da economia nacional e internacional não deve ser de mais de cinco anos.

Estes objetivos gerais, determinam a direção para o futuro da empresa sinalizando aos gerentes os caminhos a seguir. Deve responder as seguintes perguntas:

· Por que a empresa existe?

· O que ela faz?

· Como faz?

· Quais os desafios que ela deve enfrentar?

· Quais as competências que possui?

· Está de acordo com a Missão, os valores, as crenças e os princípios da organização?


Por terem equipes especializadas, as grandes empresas, não tem dificuldade na montagem do planejamento estratégico, que dá origem ao planejamento tático e operacional, que faz um detalhamento das ações a serem executadas, na busca dos objetivos propostos.

As pequenas empresas apresentam maiores dificuldades, muitas por desconhecerem como fazer. Outras por iniciarem suas atividades de forma empírica, dependendo das idéias do idealizador.

Para estas desejamos apresentar um processo muito simples para planejar suas atividades, dando um norte a suas ações, evitando trabalhar por impulso, sem foco e sem uma direção pré estabelecida, obedecendo os cinco passos a seguir:

1. Análise da situação.

2. Determinação dos objetivos a serem alcançados durante o ano.

3. Elaboração de um plano de ação, com um orçamento para a realização.

4. Execução, administração e coordenação do plano de ação.

5. Controle dos resultados.

 

Através destes cinco pontos, o gerente pode planejar, implantar e controlar as ações que levarão a empresa a atingir os resultados esperados. Ao final de cada ano, reiniciar o processo analisando o que foi feito e os resultados obtidos, estabelecendo novas ações para o ano seguinte.

Desta forma qualquer pequena empresa pode focar no que deseja, visando trabalhar ordenadamente, evitando que o esforço inicial para abrir um negócio, não tenha sucesso, fechando as portas no curto prazo.

Existem no mercado consultorias especializadas que ajudam as empresas a iniciar seus negócios com um plano de negócios, que analisa, sugere e ordena as ações a serem desenvolvidas, evitando insucessos.

Um plano de negócios é uma ferramenta eficaz para o sucesso de uma iniciativa profissional, porque elimina a improvisação, planejando o que precisa ser feito para que o sucesso seja atingido.

O mundo globalizado exige profissionalização. As improvisações, tão comuns no passado estão fadadas ao insucesso. Por isso a Consultoria VIVER E SABER está a disposição das empresas. Faça contato pelo e-mail: atendimento@viveresaber.com.br ou pelos fone 51- 99 55 32 21 ou 99 78 90 20.



Como complemento desse artigo sugerimos a visualização e a leitura da apresentação feita pelo Professor Dawison Calheiros, que mostra passo a passo como montar um planejamento estratégico. O site Viver e Saber entende que esta apresentação, por ser completa, ajudará os novos gerentes e gerentes na elaboração de um planejamento. A apresentação abaixo, foi extraída do SlideShare pelo link: http://www.slideshare.net/dawison/fundamentos-planejamento#btnNext

 

 

 

Comentarios (1)

RSS Comentario Feed
Agradecimentos
0
Muito obrigado por gostar e divulgar o meu material, muito agradecido.
Dawison Calheiros , agosto 14, 2013

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.