17
Jan 13
Viver e Saber

 

O relatório do Fundo de População das Nações Unidas(UNFPA), divulgado recentemente informa que dentro de 10 anos a população maior de 60 anos superará um bilhão de pessoas, devido ao ritmo de envelhecimento dos países emergentes.

Pode ser considerada uma grande notícia, pois envelhecer com qualidade de vida é algo desejado por todos. Para que isso aconteça serão necessárias medidas urgentes ligadas ao atendimento das necessidades dos idosos, bem como mudanças nas políticas sociais, tanto de saúde quanto econômicas.

 

Por um lado é preciso festejar, no sentido de ter por mais tempos nossos entes queridos, mesmo que com as limitações decorrentes da idade. Por outro lado é preciso haver uma conscientização no sentido de respeitar e prestigiar aqueles que tem o privilégio de ter uma longa vida.

Segundo informações publicadas no Britich Medical Journal as pessoas, mesmo na faixa dos 75 anos de idade, que passarem a ter uma vida saudável, aumentam em cinco anos sua expectativa de vida. Para isso precisam fazer exercícios, manter uma dieta equilibrada de baixas calorias e principalmente viver bem e feliz.

Para isso as famílias precisam colaborar e possibilitar aos seus idosos terem uma vida tranqüila, sem aborrecimentos, pois já venceram esta etapa.O que realmente precisam é de atenção, de carinho, de respeito e consideração.

A realidade, infelizmente tem mostrado, um descaso com as pessoas de idade. Já não há mais a consideração que havia em tempos antigos, quando o velho era respeitado, admirado e ouvido, por que significava que possuía experiência de vida e isto todos queriam partilhar com eles.

Quando uma pessoa mais velha falava, todos escutavam sem interromper.

Quando participava de algum evento, o melhor lugar era para os mais velhos.

Quando passava numa calcada, todos lhe davam o melhor espaço.

Quando sentavam a mesa eram os primeiros a serem servidos.

Tudo isso ficou no passado, mas é preciso retomar estes valores, pois quem não respeita e valoriza seus idosos um dia irá sentir o quanto errou na vida, pois o mesmo lhe acontecerá.

Ter um idoso em casa é um privilégio quando todos sentem amor e carinho por aqueles que lhe deram a vida. Quando não há bons sentimentos, muitos entendem que os mais velhos atrapalham, que estão desatualizados e que só perturbam.

Muitos, ainda, tratam muito mal as pessoas idosas. Alguns agridem sem nenhuma compaixão, como foi mostrado na televisão em várias ocasiões e mais recentemente a cena que chocou a todos, quando uma cuidadora e uma cozinheira, jogaram uma senhora idosa no chão.

Fatalmente são pessoas desprovidas de bons sentimentos e mais ainda, pessoas que não deveriam estar vivendo com pessoas decentes. A punição para maus tratos, tanto em crianças quanto em idosos, precisa ser muito severa, pois só assim respeitarão a lei e os mais frágeis.

Os indicadores mostram que teremos cada vez mais idosos. Na Alemanha hoje já são 51% com mais de 60 anos. Muitos outros países seguem esta tendência, principalmente nos países desenvolvidos ou em desenvolvimento.

Vamos festejar este fato e começar a pensar no idoso, não como um fardo pesado, mas sim como um ser humano, com grande potencial para realizar, ainda muitas coisas.

Não ignore, não despreze, não desrespeito o idoso porque um dia você receberá o mesmo que está dando hoje. Ame, respeite, entenda, seja carinhoso e garanta um futuro nestas condições para você.

 

Comentarios (0)

RSS Comentario Feed

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.