16
Jan 13
Viver e Saber

É impressionante ver crianças tentando atravessar uma rua com o trânsito enlouquecido, que desespera qualquer cidadão de bom senso, ao ver motoristas insensíveis, ignorando crianças e idosos, que esperam pacientemente e assustados, para atravessar a rua, diante da velocidade que os carros passam.

Fui observar várias ruas, parando nas calçadas em frente as faixas de segurança. Nem mesmo ao se aproximarem das faixas os motoristas diminuem a velocidade. Isto surpreende e espanta, porque pessoas dirigindo carros de luxo, devem ter melhor nível escolar e social, mas nem por isso demonstram ter boa educação.

 

De que adianta faixa de segurança se os motoristas não param, como acontece em todos os países civilizados?

As faixas no Brasil são para enganar bobos, pois não tem finalidade alguma. É preciso colocar um policial, ou um guarda da prefeitura, principalmente nas faixas de segurança, próximas as escolas, para que as crianças possam atravessar a rua sem o pânico que demonstram em seus rostos, quando atravessam correndo, com muito medo, porque sabem que podem ser atropelados.

Como é possível isto. Nossas crianças e mesmo adolescentes, mesmo que morem perto das escolas, não podem ir sozinhas para as escolas, pelo perigo que correm em função do trânsito e da marginalidade que anda livremente pelas ruas.

A indústria das multas deveria funcionar com todo rigor nas faixas de segurança, o que sem dúvida alguma aumentaria a arrecadação, uma vez que, uma minoria respeita o limite de velocidade e mesmo a obrigatoriedade que deve ser cumprida de parar nas faixas de segurança para que os pedestres possam atravessar as ruas com tranqüilidade.

Não adianta existir a lei se ela não é cumprida e fiscalizada para que cumpra com a sua finalidade. É preciso ser rigoroso neste sentido, até fazer com que todos cumpram com o dever de parar nas faixas de segurança, para que o pedestre passe livremente.

As crianças, que tem melhores condições financeiras são levadas as escolas pelos pais, babas ou por transportadores credenciados. Os pobres, como sempre, são desprotegidos e precisam desde muito cedo andar sozinhos. Muitos se unem em pequenos grupos e ficam esperando que alguém educado pare e respeite a faixa de segurança.

São raros os casos que isto acontece. A impressão que passam alguns é que aceleram quando veem que alguém quer passar. É revoltante ver isso. Se alguém, que ler este artigo, duvidar que isto acontece, tire um tempo e fique perto das faixas de segurança para ver o que acontece.

Pobres de nossas crianças e mesmo adolescentes, que não tem mais liberdade para ir sozinhos para a escola como era costume. As crianças e os idosos sempre foram respeitados, porque ambos são frágeis e precisam de amor, atenção, respeito e cuidados.

Infelizmente isto não existe mais. Todos são alvos do trânsito e da violência que toma conta do mundo. É preciso dar um basta nesta situação. Chega de discursos furados, sem comprometimento. É preciso acabar com esta violência que infelicita a vida de todos.

Ainda é possível mudar tudo isto. É preciso fazer cumprir a lei, seja no trânsito ou na vida cotidiana impedindo a criminalidade com punições severas, que impeçam os marginais de agir livremente.

Todos tem o direito de ir e vir, com liberdade e segurança. As crianças e os idosos, precisam mais do que todos pela fragilidade que tem em função da idade. Vamos respeitar este direito?

Comentarios (0)

RSS Comentario Feed

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.