15
Jan 13
Viver e Saber

Não há vida sem água. Desde muito cedo as crianças aprendem na escola a importância da água para a manutenção da vida. O ser humano e todos os seres vivos são totalmente dependentes, não podendo suportar sua falta além de poucos dias.

No planeta terra a água predomina. Os oceanos concentram 97,6% de toda a água disponível. O restante 2,4% corresponde a água fresca existente, sendo que apenas 0,31% não estão concentrados nos pólos na forma de gelo. De toda a água existente na superfície da terra menos de 0,02% está disponível em rios e lagos para ser consumida.

 

O Brasil é um Pais privilegiado, bem como a Rússia, o Canadá e a China que dificilmente terão problemas de água, uma vez que controlam as reservas de água doce disponível no planeta.

O que preocupa é a distribuição de água, que é desigual em todo o mundo. Existem regiões com grandes mananciais, que dependem apenas de leis severas que impeçam a poluição. Os países que possuem carência de água precisam desenvolver tecnologias que permitam a captação, armazenamento e preservação visando o futuro.

Há quem diga que a próxima guerra mundial será por falta de água e não de petróleo. É inadmissível pensar isso, quando as pesquisas mostram avanços significativos em todas as áreas, possibilitando a descoberta de equipamentos, cada vez mais sofisticados, que tornarão possível e acessível a dessalinização da água do mar, disponível em abundância na natureza.

É preciso conscientizar a população mundial para que pense na água como o bem mais precioso que existe para a sobrevivência da humanidade. Não poluir, não desperdiçar e principalmente usar racionalmente. Quanto a utilização da água 10% vai para o abastecimento público, 23% para a indústria e 67% para a Agricultura.

É importante que todos saibam que existe o chamado ciclo hidrológico através do qual, as águas do mar e dos continentes evaporam, formando nuvens, que por sua vez liberam esta água através das chuvas, da neblina e da neve. Ela escorre para rios, lagos ou subsolo formando aqüíferos subterrâneos. Aos poucos correm novamente para o mar mantendo o equilíbrio no sistema hidrológico do planeta.

O que desarmoniza este ciclo é a poluição e a contaminação. Isto o ser humano pode evitar, desde que a população se conscientize de que não deve poluir e sim cuidar para que nada contamine as águas, pois isto sim pode comprometer a disponibilidade existente.

Mesmo o Brasil possuindo grandes mananciais de água, também há um desequilíbrio na distribuição por regiões. A Amazônia que possui a melhor reserva de água potável de todo o planeta, está distante dos grandes centros urbanos nacionais.

Os brasileiros sofrem neste momento com a falta de água em diversas regiões do País o que compromete o nível das barragens brasileiras. Por outro lado chuvas abundantes caem diariamente em cidades, infelicitando populações que perdem tudo o que possuem.

Infelizmente nestas zonas, próximas de encostas, estão os mais necessitados, vivendo com dificuldades, porque não existe condições de viverem em moradias decentes. Por outro lado a falta de condições faz com que joguem lixo a céu aberto, resultando em mais poluição e mais problemas para todos.

É preciso refletir sobre os problemas que a falta de água ocasiona. Uma grande mobilização precisa ser feita permanentemente, até haver a conscientização de toda a população para que todos entendam que a água é um bem que promove a vida no planeta.

Comentarios (0)

RSS Comentario Feed

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.