12
Set 12
Viver e Saber

Muitas vezes os problemas que surgem durante um atendimento a um cliente estão ligados a exigências descabidas e fora dos padrões estabelecidos pelas empresas, que comprometem e impedem que ele tenha satisfação com a solução apresentada.

Ao não aceitarem as colocações feitas por quem atende, perdem a calma e não raras vezes se tornam grosseiros ao usar palavras que estão em desacordo com as regras de boa educação.

Mesmo que sejam bem treinados alguns atendentes perdem a paciência, (o que não deveria acontecer, mas acontece) e respondem rispidamente, o que gera atritos e compromete a solução do problema, porque ambos radicalizaram.

 

Ninguém ganha com isso. O cliente não resolve o seu problema e sai falando mal do atendimento e da empresa, o que prejudica a imagem construída com tanto empenho e trabalho. Muitas pessoas ligadas a ele tomarão conhecimento do fato, porque uma das maneiras, que ele encontra para acalmar a sua raiva, é falar mal da empresa para todos que encontra.

Todos conhecem o despreparo de muitos atendentes que não recebem o treinamento adequado e são colocados em posições de atendimento, sem ter conhecimento e muito menos postura pessoal e boa educação para fazer um atendimento.

O problema é muito mais da empresa que o selecionou, do que dele, porque se tivesse havido um recrutamento criterioso, teria sido identificado se a pessoa tem habilidade para tratar com pessoas e viver momentos de tensão sem se exasperar ou não.

Tudo isso pode ser evitado se as empresas entenderem e agirem no sentido de priorizar a área de atendimento a clientes. Sem dúvida alguma ela é o cartão de apresentação, para o estabelecimento de relações duradouras e para a fidelização de clientes.

Até mesmo para atender quem complica ou pessoas que não tem boa educação é preciso preparar os atendentes. Existem maneiras de reverter uma situação que não está dentro dos padrões de boa educação exigido nas relações pessoais e comerciais.

Por outro lado é preciso que os clientes respeitem quem trabalha usando do direito de reclamar,mas sabendo ouvir e aceitando as normas que devem ser do conhecimento de quem adquire um produto ou serviço, desde a hora da compra.

Alegar, de forma grosseira, complicando com o atendente, por não querer aceitar ou alegando que não foi avisado, perturba o trabalho de quem precisa continuar atendendo outros clientes.

Por isso as empresas comprometidas com um bom atendimento e preocupadas em fidelizar clientes, mantém ações padronizadas e supervisores qualificados para intervir, quando sentirem que os padrões de normalidade foram rompidos.

As soluções existem e podem ser utilizadas por empresas que entendam a importância do atendimento para a conquista de clientes.

A consultoria Viver e Saber especializada em atendimento está a disposição para identificar e solucionar problemas de atendimento nas empresas. Entre em contato pelo e-mail atendimento@viveresaber.com.br ou pelos fone 51- 99 55 32 21 ou 99 78 90 20.

Comentarios (0)

RSS Comentario Feed

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.