23
Jul 12
Viver e Saber

A liberdade é um direito do cidadão que precisa ser respeitada, mesmo que nem sempre ela seja utilizada para o bem comum. Isto quer dizer que cada participante de uma rede social escolhe o que escrever e como se comunicar com seus amigos.

É um instrumento de comunicação muito eficaz fazendo com que milhões de pessoas pelo mundo afora se utilizem deste meio para expor suas idéias, suas mensagens, mesmo que elas possam desagradar, outros tantos milhões, que entendem que a rede precisa ser usada de forma mais proveitosa para todos.

Isto acontece porque muitas mensagens, que são escritas, caem na banalidade e muito pouco contribuem para elevar a comunicação e o interesse dos usuários.

Por essa razão apresentamos sugestões, visando despertar nas pessoas o uso consciente, melhorando os conteúdos e tornando a rede mais efetiva transmitindo além de pequenas informações pessoais conhecimentos que enriqueçam a todos.

Cinco pontos para reflexão:

1 – Analise se a mensagem tem importância para quem vai ler ou se é, apenas de seu interesse.

2 – Verifique se a mensagem leva conhecimento que pode contribuir com a cultura de quem lê.

3 – A mensagem contribui para o bem coletivo?

4 – Você compartilha informações importantes com seus amigos ou só emite suas informações pessoais?

5 – Você pensa em como suas mensagens são percebidas pelos demais e se são utilizadas, podendo ser compartilhadas?

Todos sabem que as redes sociais são utilizadas com total liberdade, podendo cada um, assumindo a sua responsabilidade, escrever o que achar conveniente. Entretanto, se cada um, se preocupasse em substituir algumas banalidades, por conhecimentos, todos ganhariam com isso.

Resguardando as notícias empresariais e sociais que tem um valor positivo entre amigos, existe uma quantidade enorme de informações sem nenhum interesse para a maioria das pessoas que navegam pela rede, sendo algumas repetitivas e muitas postadas pela mesma pessoa, que ocupam grande espaço, muitas vezes com dramas e lamúrias pessoais que não interessam a ninguém.

É um desperdício de um espaço que pode contribuir com todos, pois boas informações ou mesmo conteúdos relevantes ajudarão a tornar as pessoas mais bem informadas sobre tantos assuntos de interesse social e coletivo.

Milhões de jovens em formação tem carências significativas, que são percebidas quando procuram o primeiro emprego. Há uma falta de qualificação que preocupa os executivos que empregam pessoas. Por isso é preciso uma conscientização no sentido de formar, cada vez mais, não só os jovens mas todos que precisam melhorar os seus conhecimentos.

Não seria o caso de utilizar melhor as redes sociais para contribuir, com informações, visando o interesse pessoal dos indivíduos?

Fica o convite para a reflexão.

Comentarios (0)

RSS Comentario Feed

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.