18
Jun 12
Viver e Saber

O canal do panamá é uma obra prima da engenharia, que proporciona condições para que mercadorias do mundo todo cheguem ao seu destino. O canal liga as américas, do norte e do sul.

O canal do Panamá é a hidrovia mais importante do mundo, ligando os oceanos Atlântico e Pacífico, com uma extensão de 82 km, com um movimento diário de 35 a 40 barcos, que levam entre oito e dez horas para percorrer todo o canal de lado a lado. Um dado interessante é que pelas regras de transporte o capitão do barco, precisa deixar o barco nas mãos dos práticos panamenhos, que repassa as ordens para as  centrar o barco evitando que baca nas laterais do canal. Esta foi uma exigência dos panamenhos, quando conquistaram os seus direitos sobre o canal, que estava sob o domínio dos Estados Unidos, desde sua inauguração em 15 de Agosto de 1914.

Um pouco de história:

Em 1534 o  Rei Carlos V da Espanha, via a importância estratégica de um canal na região ligando os dois oceanos. Determinou que fossem feitos os primeiros estudos topográficos na Zona do canal do Panamá. A obra não pode realizada em função da falta de tecnologia na época.

Em 1878 o obreiro do canal, um francês chamado Ferdinand de Lesseps, fundou a Companhia Universal do canal Interoceânico do Panamá, para construir o canal.

As obras iniciaram em 1880, mas acabaram fracassando em 1889 em função da dificuldades encontradas pelos europeus, em função do clima, da febre amarela e da malária, doenças típicas de países tropicais, que não tinham como ser tratadas na época, mas principalmente pelas deficiências da administração, e da tecnologia disponível.

Em 1894 os franceses decidiram fazer nova tentativa, que acabou fracassando levando-os a transferir as propriedades e direitos que tinham para construir o canal ao governo dos Estados Unidos, pela quantia de 40 milhões de dólares. Trabalharam no canal mais de 75.000 homens, tendo sido gastos aproximadamente 400 milhões de dólares. Apesar de todas as dificuldades encontradas o canal foi inaugurado em 15 de agosto de 1914.

A cidade do Panamá
Foi uma alegre surpresa conhecer a cidade do Panamá, com suas belezas naturais e um progresso contagiante, onde a construção civil ganha destaque com a construção de modernos arranha céus, que contornam as vias próximas ao oceano, dando um ar de modernidade e riqueza ao local.

Quero registrar um agradecimento especial ao taxista José Vergara, homem educado e possuidor de um conhecimento admirável da história, tanto da construção do canal, como de seu país, demonstrando o orgulho que sente por ser um filho daquela terra. Foi um passeio turístico e ao mesmo tempo uma aula de história, que jamais será esquecida. Quem visitar o Panamá procure por ele pelo fone (507) 66 83 97 17.

Aos leitores do site www.viveresaber.com.br repasso estas informações na esperança de que muitos possam apreciar e conhecer um pouco desta obra notável que mostra que tudo é possível quando realmente se deseja alguma coisa.

Acompanhe as informações que serão postadas amanhã, sobre a primeira travessia realizada, por um homem, através de um cabo sobre as cataratas do Niágara.

Comentarios (0)

RSS Comentario Feed

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.