13
Jun 12
Viver e Saber

Começa hoje, a Conferência das Nações Unidas sobre desenvolvimento sustentável, organizada pela ONU, que mais uma vez acontece no Brasil. O nome traduz o tempo que passou entre a ECO 92 e a Rio+20 que aconteceu em 1992, também no Rio de Janeiro.

É um evento de grande magnitude que receberá delegações de mais de 190 países, fazendo com que o País, seja notícia no mundo inteiro. Significativo número de indivíduos, vindos de diferentes pontos, conhecerão a realidade brasileira e poderão desfrutar das belezas da terra.

Um dos objetivos do evento é a renovação do compromisso político com o desenvolvimento sustentável para as próximas décadas, bem como uma avaliação do progresso do que já foi realizado e o que precisa ser implementado. Também examinará os novos temas que se impõe, para que haja uma melhor conscientização da importância de ações sustentáveis para o progresso econômico e social.

A conferência abordará dois temas principais, que são:

- A economia verde no contexto do desenvolvimento sustentável e da erradicação da pobreza;

- A estrutura institucional para o desenvolvimento sustentável.

O tema sustentabilidade é hoje um dos mais importantes para a qualidade de vida no planeta. Exige conscientização e participação efetiva de cada indivíduo em pequenas ações que começam dentro de casa, como economia de água, evitando desperdício, tanto em banhos demorados como em água correndo enquanto escova os dentes. O cuidado com o lixo doméstico, que deve ser separado para que tenha o destino certo, bem como o consumo de energia elétrica e tantos outros.

É preciso que as famílias, mesmo as mais humildes, tenham em mente que não se deve jogar lixo nas encostas dos rios ou mesmo em locais públicos, pois o destino deles será os rios, que ficarão poluídos, causando doenças que comprometerão a vida dos seres vivos.

Tudo é uma questão de educação. Por isso é importante que as escolas incluam em seus currículos este tema, pois ele é atual e trata da vida. Ainda é dada prioridade para conteúdos que estão mais ligados ao passado do que a realidade, que exige esforço e conhecimento de todos, para preservar o planeta.

De que adianta ficar, repassando conteúdos ultrapassados, que aconteceram no mundo se não fixar na mente dos jovens a importância desta realidade que compromete a vida e o bem estar de todos.

É preciso saber que sustentabilidade inclui o social. Ninguém pode se omitir de ajudar o próximo que mais necessita. Ainda existem milhões de pessoas que passam fome no mundo. Não dá mais para conviver com isso. Urge soluções imediatas, com envolvimento de governos, empresas e público em geral.

Que a Rio+20 se torne a alavanca propulsora de uma nova realidade para o planeta em que vivemos, despertando a todos para mudar hábitos errôneos que comprometem a vida. Cuidar do meio ambiente é um dever de todos.

Comentarios (0)

RSS Comentario Feed

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.