08
Jun 12
Viver e Saber

Namorar é bom e quem não gosta?

Namorar é bom em qualquer idade, porque a aproximação com alguém que desperta interesse, cria uma motivação especial, fazendo com que a pessoa se torne mais ativa, mais observadora, mais entusiasmada com a vida e principalmente mais alegre e feliz.

Os primeiros amores são marcantes e dificilmente alguém esquecerá. É um despertar para uma nova fase da vida. É entender a razão de viver, buscando no outro o complemento para viver bem e perpetuar a espécie.

 

São poucos os casos de pessoas que casam com seus primeiros namorados. Em geral eles ficam para trás, como uma lembrança gostosa da adolescência. Entretanto, muitos casais, que permanecem juntos, desenvolvem uma cumplicidade muito grande, porque sabem que construíram algo verdadeiro que preenche sua existência.

Todos buscam a pessoa ideal, aquela que dará sentido a sua vida. Este amor, em geral, chega por volta dos vinte aos trinta anos de idade. É a fase da vida onde as grandes definições acontecem, como o casamento, a formatura, a chegada do primeiro filho, o êxito na vida profissional e principalmente a maturidade, que torna os indivíduos mais conscientes de suas responsabilidades.

A decisão de compartilhar a vida com alguém é pessoal e não deve ter interferência de ninguém, nem mesmo dos pais, pois qualquer um tem o direito de escolher e decidir quem é a melhor pessoa, para construir a sua felicidade.

Nem sempre as escolhas dão certo. Por muitas razões a vida a dois nem sempre é o que se esperava. Infelizmente muitas pessoas só se mostram totalmente quando estão vivendo juntos. Esquecem tudo aquilo que os uniu e com isto magoam, muitas vezes sem motivo justificável, comprometendo a continuidade da relação.

A conseqüência é buscar uma nova opção, pois uma das características dos seres vivos é viverem agrupados. A busca pelo amor verdadeiro encontra razão no objetivo principal, que é formar uma família. Muitos conseguem e formam famílias com características especiais, vivendo felizes e desfrutando os prazeres da vida.

Existem, ainda, aqueles que vivendo na terceira idade, quando perdem seus companheiros, se negam a viver na dependência dos filhos e netos, preferindo manter a sua independência. Mesmo com mais idade, buscam um novo amor, que seja companhia agradável para conviver e continuar tendo a alegria de viver.

Por isso o dia dos namorados precisa ser comemorado. Em todas as idades, as pessoas precisam amar e serem amadas. A solidão faz mal a saúde e torna a vida um lamento. Não tenha medo, nem vergonha de amar sempre, pois o amor é a mola propulsora da vida.

Comentarios (0)

RSS Comentario Feed

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.