01
Jun 12
Viver e Saber

O site viveresaber.com.br, apresentará a partir de junho próximo uma série de entrevistas com mulheres de sucesso. A primeira entrevistada será Laury Job, conhecida professora e ex pró-reitora da PUC com notável sucesso em sua carreira. Hoje ela ocupa a vice presidência do CIEE em Porto Alegre.

Como foi a construção de sua carreira?

Aos 16 anos já estava lecionando e estou agora com 63 e ainda não parei. A primeira palavra que mais amo é mãe e a segunda é professora. Cursei Relações Públicas, profissão que amo muito também, e só na Pucrs lecionei trinta anos neste curso.
Os principais prêmios que recebi foram na área da Comunicação, Educação, Marketing e Social.

Trabalhei 14 anos como Diretora do Grupo Capão Novo e ao mesmo tempo exercia a função de Vice-Presidente e Presidente do Capão Novo Praia Clube.Procurei sempre exercer uma função comunitária ao mesmo tempo  que desenvolvia minhas atividades profissionais.Isto foi muito bom, tive a oportunidade de estar presente em diversas realidades sociais ao mesmo tempo.

Adoro gente, adoro poder contribuir para o bom relacionamento das pessoas. Adoro poder ajudar as pessoas a crescerem. Amo a vida e acredito que cada um pode dar um pouquinho de si para melhorá-la. Sou Diretora da Associação de Empresários Cristãos (católicos, protestantes e evangélicos). Sou única mulher na Diretoria e temos a missão de mostrar nas organizações que o trabalho não resulta só no salário e bônus, ele é muito maior, nos completa como seres humanos e nos transforma em realizadores deste mundo Acho que  isto tudo me ajudou a construir a minha vida profissional.


Houve alguma discriminação por ser mulher, que tenha dificultado seu sucesso?
A vida profissional é sempre cheia de desafios. Iniciei numa época que havia poucas mulheres em cargo de Diretoria. Foi uma aprendizagem e um ensinamento de ambos os lados. Ao trabalhar eu só me lembrava de que era profissional e nunca tive medo de dizer o que considero importante, sem pensar se era homem ou mulher. Muitas vezes as situações menos agradáveis partiam das próprias mulheres. Acho que o fundamental é não haver privilégio para nenhum lado, mas respeito e consideração com as diferenças.

Qual foi a sensação de ter sido a primeira mulher a ocupar o cargo de Pró-reitora da PUC?
Foi um grande privilégio e uma grande responsabilidade. Também, entre os Pró-Reitores fui a primeira a assumir duas Pró-Reitorias ao mesmo tempo. Trabalhei muito. Uma Universidade é um centro de vida. É uma busca de realização de um sonho. Numa universidade particular, a maioria dos alunos enfrentam muitas dificuldades para poderem estudar. Espero ter podido ajudar muitas pessoas a realizarem o seu sonho, ainda mais sendo a primeira mulher numa Pró-Reitoria o que me permitiu criar muitos projetos que uma mãe gostaria que fossem ofertados aos seus filhos.

Houve dificuldades em conciliar a carreira, com a condução da casa e da família?

Sim, era uma revolução farroupilha a cada dia! A sorte que o meu marido era o meu grande parceiro. Era o tio que levava e buscava de madrugada todo mundo (filhos e amigos) nas festas, as tarefas de gincanas eram feitas lá em casa. Fomos Diretores de basquete da gurizada na Sogipa, onde nosso filho jogava e viajamos para participar de competições com eles pelo Brasil, Uruguai e Argentina. Em Capão Novo estavam sempre comigo. Na Pucrs ao participar de algum evento em fim de semana em que eu tinha que trabalhar, sempre que podia reservava um apartamento (às minhas custas!!!!) e levava os filhos e o marido, claro!. E, assim fui levando. Hoje, moro num condomínio pequeno com os meus filhos, cada um em sua casa. Isto é um privilégio e o meu melhor prêmio.

Que recomendações a senhora faria as mulheres que desejam ter sucesso?
O mesmo que diria aos homens... ter um sonho e batalhar por ele. Considero sucesso a gente ser feliz... ser presidente ou dona de casa não é o mais importante..sentir-se plena..em harmonia com a vida..este é o maior sucesso.Talvez esta seja a parte mais difícil de se concretizar.

O que é preciso fazer para atingir o sucesso e ser reconhecida no mercado?
Ser honesto consigo e com a organização que trabalha. Respeitar as diferenças e saber aproveitá-las em benefício do trabalho e da equipe.
Reconhecer a importância de cada um que trabalha na sua equipe. Procurar ver o todo e o amanhã. Não ter medo de inovar. Não deixar de levar a frente um projeto só porque vai dar muito trabalho. Estudar sempre, se renovar sempre. Curtir o trabalho. Respeitar e apoiar os colegas e descobrir o valor maior do trabalho em sua vida.

O que a faz feliz?
Estar com a minha família em qualquer lugar. Olhar o nascer do sol ou da lua na Laguna dos Patos, da sacada do meu quarto, em Tapes. Ir prá minha casa de Floripa, na Lagoa da Conceição, ir ao Centrinho, ficar sentada numa confeitaria olhando as pessoas passarem e ler um jornal, sem pensar em nada complicado. E, sentar numa rodinha de chimarrão num gostoso bate papo não importa onde.

Comentarios (3)

RSS Comentario Feed
Entrevista com Laury garcia
0
Você merece amiga. Para mim é uma honra ter uma conterrânea assim. Mulher de sucesso, realizada como mãe, profissional, esposa e filha. Parabéns!
Nanci Cardoso Camboim , junho 01, 2012
Merecido!
0
Laury querida!
Você será sempre um grande exemplo para mim e para todas nós! Como já lhe disse tantas vezes, foi um privilégio trabalharmos juntas! E é um orgulho ler a sua merecida entrevista e homenagem! Mirem-se no exemplo......
Maria Regina Xuasa , junho 02, 2012
ESSA PROFESSORA SABE MUUUIIIITTTOOOO!!!!!
0
Excelente professora, maravilhosa como chefe e estava sempre pronta para as invenções de seus alunos!!! Como é bom ter noticias tuas Laury!!! Um grande abraço de uma ex-aluna e eterna fã!!! RRPP Famecos 2001/2
Tatiana , julho 03, 2012

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.