19
Abr 12
Viver e Saber

Atingir o equilíbrio pessoal é um processo que demora muito tempo para ser alcançado. Ele vem com a maturidade, com as vivências positivas e negativas, com as decepções e frustrações, que todos tem, em função dos fracassos na vida profissional, no amor e principalmente e nas relações pessoais.

Por incrível que pareça são as decepções que mais deixam lições importantes para o amadurecimento e a conquista do equilíbrio pessoal.  Muitas vezes a entrega é total, sem limites, assustando a quem não entende que o objetivo é fazer feliz e não comandar a sua vida.

 

Os sentimentos negativos que todos sentem em determinados momentos é fruto da insegurança, do desejo de comandar, da sensação de que é onipotente, que tudo pode e que todos precisam seguir. Esquecem que todos tem a sua verdade e que ela precisa ser respeita.

Desconhecem o meio termo, o ponto de equilíbrio.  Querem sempre mandar, mostrar que sabem tudo e que os outros só serão felizes se seguirem os seus conselhos. Esquecem que ter equilíbrio é exatamente o contrário, isto é respeitar o outro, ouvir a sua verdade, modificar sua atitude, aprender com o outro e principalmente reconhecer que precisa repensar as suas posições e atitudes frente a vida.

É comum encontrar pessoas que perdem a paciência ou mesmo o controle por qualquer contrariedade ou mesmo por uma colocação infeliz de um subordinado ou de um amigo ou familiar. Explodem com muita facilidade usando a sua autoridade para não ser contrariado. Isto revela um desequilíbrio que precisa ser examinado por profissionais capacitados, pois tudo que sai da normalidade entra no campo da doença mental.

Para conquistar um equilíbrio pessoal examine as seguintes questões:
1 – Aprenda a ouvir, sem interromper o seu interlocutor.
2 – Não contrarie, pois esta é a verdade dele.
3 – Diga a sua verdade, sem precisar discordar do outro.
4 – Mantenha o controle em qualquer situação.
5 – Não aceite a provocação do outro. O problema está com ele e não com você.
6 – Só dê conselhos se alguém pedir.
7 – Viva a sua vida e deixe os outros viverem a deles.
8 – Não interfira na vida dos outros, pois eles não vão gostar.
9 – Se achar que sabe tudo e pode resolver os problemas dos outros, é você que está mal.
10 – A fé e o amor trazem equilíbrio. O rancor e a incapacidade de perdoar perturbam a vida.


É importante saber que o equilíbrio está ligado a conquista de uma vida organizada, com controle sobre as finanças, com respeito aos demais, com capacidade para ouvir e aceitar as colocações dos demais e principalmente deixando os outros viverem a sua maneira, sem achar que pode mudar ou interferir em suas trajetórias de vida.

Ter equilíbrio é entender que, mesmo sofrendo as pessoas precisam ter as suas vivências, pois elas só atingirão a maturidade se passarem por estes problemas e conseguirem sair deles pela sua vontade própria. Mostre o caminho quando sentir que precisa ajudar ou quando for solicitado, mas não assuma o problema dos outros.

Ter equilíbrio é uma conquista pessoal, que cada um deve lutar para alcançar, viando conseguir ter paz interior.

Comentarios (1)

RSS Comentario Feed
Minha Incapacidade
0
Me resta saber que nao devo seguir tudo que foi dito ai em cima pois vivo de modo diferente de quem escreveu o texto. Mas concordo com suas opiniões, de fato é uma formula pra você imaginar se esta agindo de acordo com suas atitudes.
Renato Gessinger , março 25, 2013

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.