07
Fev 12
Viver e Saber

Se todos desejam ter saúde, felicidade, amor, amigos e sucesso na vida, porque é tão difícil manter as ligações entre as pessoas, que facilitam estas conquistas?

 

A melhor das respostas, até este momento, são as dificuldades pessoais, que geram insegurança ou medo de se entregar e viver intensamente os sentimentos de amor, de amizade ou mesmo de companheirismo nas relações profissionais que são calcados em respeito e admiração.

 

Isto ocorre em todas as relações. Os encontros acontecem e geram grande prazer e alegria, por um curto período de tempo. Quando as pessoas sentem que o sentimento toma conta e o prazer de estar com alguém é muito forte, encontram motivos, na maioria das vezes fúteis, para se afastar. O medo de ser feliz dá lugar ao medo de manter a relação, que exige cuidados, pois quem não cultiva não colhe.

Um alerta íntimo diz: Toma cuidado com ele.A partir daí, sem nenhum motivo justificado pensam em arquitetar a retirada imaginando que estarão afastando um problema futuro ou uma intimidade muito grande que fará com que o outro penetre no seu mundo interior. É um medo injustificado, mas que compromete e dificulta o entendimento.

É muito difícil admitir erros e inseguranças. O problema é sempre do outro. Se colocam na posição de juízes severos e rompem com facilidade os laços que mantinham. É uma crueldade porque gera um sofrimento no outro, que não consegue entender os motivos de tal atitude. São horas e horas de preocupação e sofrimento injustificado tentando descobrir o motivo do desencontro.

Cada um é responsável pelo que conquista. Saber manter o que conquistou é no mínimo uma atitude inteligente, uma vez que demandou tempo, energia e sentimentos, que não podem ser desprezados infantilmente.

O amor que une se transforma em revolta, raiva, desprezo, sentimentos negativos que destroem qualquer possibilidade de entendimento. Cada um segue o seu caminho, com uma dor e uma marca que dificilmente será esquecida. A relação de amor, de amizade ou profissional está desfeita. Não há vitória de nenhum lado. Ambos perdem porque não conseguiram manter o sentimento intenso que os aproximou.

O medo de ser feliz faz com que se crie motivos para destruir o que foi construído, quando deveria ser o contrário, isto é encontrar caminhos para manter a relação e solidificá-la no tempo.

Isto acontece em todos os tipos de relacionamentos. Como é possível que duas pessoas que se encontram, se atraem, se entendem e vivam momentos inesquecíveis, se afastem repentinamente por motivos fúteis gerando desencontros, que poderiam ser evitados?

A explicação está dentro de cada um. A história de vida da pessoa explica o porquê. Olhar para dentro de si próprio e descobrir o que o afasta das pessoas é uma atitude que poderá levar a entender e lutar para não perder o que conquistou. De que adianta seguir pela vida conquistando coisas novas e perdendo aquelas que foram conquistadas? O melhor é sempre somar, acumular conquistas, ter a mente e o coração repletos de alegria de viver.

É preciso desenvolver a capacidade de compreender, pois quem compreende perdoa e o perdão é um sentimento nobre que leva ao amor. Através do amor se constrói a felicidade, que é feita de encontros e não de desencontros.

Comentarios (0)

RSS Comentario Feed

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.