02
Out 11
Viver e Saber

Os filhos mentem porque tem medo, insegurança, e desejo de serem vistos como perfeitos perante os pais, professores e colegas.

 

São fragilidades que estão ligadas as exigências feitas para que sejam sempre os melhores. A competitividade é tamanha que, desde muito cedo, as crianças percebem que se não forem os melhores ficarão excluídos.

Todos querem ser aceitos em seu meio. Para isso se esforçam para corresponder aos anseios de pais e professores. Isto nem sempre é conseguido, porque cada um tem suas características e dificuldades pessoais.

Infelizmente nem sempre pais e professores percebem isso. Dão toda a atenção para os que estão muito bem e ignoram os demais. É um grande erro porque é preciso dedicação integral com aqueles que estão com problemas. Estes precisam de orientação, mais atenção e muito mais afeto, porque estão fragilizados e com auto estima muito baixa.

Alguns conseguem elaborar esta indiferença e fazem dela o mote para ir em frente e mostrar que são capazes. Outros buscam refúgio em lugares que não são os mais aceitos pela sociedade, gerando transtornos e infelicidade para as famílias.

Não se sentir aceito é um caminho para violência. Não ser aceito é buscar alternativas, como a mentira, visando mostrar aos demais, que são bons e que também merecem ter o seu lugar. Na verdade é uma defesa.

A violência que está maltratando a todos é proporcional a falta de amor, de compreensão, de entendimento entre as pessoas. É preciso exigir menos, aceitar as pessoas como elas são respeitando seus limites e buscando ajudar sem humilhar.

Não esqueçam as palavras, que encerram a maior sabedoria da vida que Cristo deixou para o mundo. Amai-vos uns aos outros assim como eu vos amei. Ele não disse amai os melhores, os mais inteligentes, os mais espertos., porque para ele todos somos irmãos.

Pais e professores, que tem a missão de conduzir os jovens pela vida, pensem nisso e percebam o quanto é importante para um jovem se sentir valorizado, querido e amado. Não custa nada dar afeto. Não façam diferença entre um e outro, porque todos são seres humanos, todos precisam de atenção e carinho e todos tem carências e dificuldades, que com ajuda serão sanadas.

Menos exigência e mais compreensão afastarão a mentira. Quando perceberem algo errado, evitem ser juízes rigorosos. Não esqueçam que estão diante de uma criança ou de um jovem que tem, potencial e tempo, para consertar o erro cometido. Mostrem o caminho certo, através de uma conversa, firme, franca e objetiva estabelecendo, os limites e as regras que precisam ser seguidas.

Não esqueçam que o bom exemplo dos pais prevalecerá se houver perdão, compreensão, verdade e muito amor.

Comentarios (1)

RSS Comentario Feed
Mnetira dos pais
0
meus pais mentem pra mim mas eu queria saber como fazer para consertar isso podem me ajudar
Pamela , maio 26, 2013

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.