09
Set 11
Viver e Saber

Assim como existem pessoas que tem alta qualidade de vida, porque souberam buscar os recursos necessários para serem felizes, outras simplesmente observam o tempo passar conformadas com a maneira como vivem.

 

É encantador ver jovens, desde muito cedo, com objetivos bem definidos a respeito do que desejam para suas vidas.

 

Por outro lado é impressionante ver o grande número de jovens e pessoas adultas que aceitam passivamente a sua situação, vivendo com dificuldades e fazendo muito pouco para mudar a situação.

A diferença, entre um e outro, está na maneira de educar os filhos que é diferente em cada família.

Quando o pai ou a mãe tem elevada auto estima, passa isso para os filhos no seu dia a dia, despertando neles o desejo de serem pessoas bem sucedidas na vida.

Estes pais valorizam cada atitude do filho, fazendo-o se sentir útil e capaz. Isto fortalece para a vida. Saberá no futuro enfrentar qualquer dificuldade e ir em frente na conquista de seus objetivos. Ter sonhos de realização é normal para eles, porque desenvolveram autoconfiança e não temem buscar o que desejam.

Quando o inverso acontece, num lar onde os pais são inseguros, sem objetivos maiores de vida, os filhos dificilmente serão grandes vencedores. Por não acreditar em si mesmos, por timidez ou insegurança são medrosos e temem sempre expor com clareza o que sentem e o que pensam.

Isto independe de classe social, pois estas situações ocorrem em todas as famílias, uma vez que são atitudes pessoais e comportamentais que fazem com que isto ocorra.

Os exemplos são inúmeros de mães, muito pobres, que criam os filhos sozinhas e que tem a felicidade de vê-los ser vencedores para o mundo. Quando isso ocorre é só conhecer a história da família para ver que esta mãe, sempre teve grandes sonhos e estimulou seus filhos,mesmo sendo muito humildes, a buscarem o sucesso.

Há também o exemplo de filhos que tiveram pais muito famosos e que por isso mesmo não conseguiram ter o mesmo sucesso na vida. Quando isso ocorre é porque tudo na família girou em torno daquele bem sucedido, intimidando os demais a se contentarem em ser coadjuvantes.

Por isso é importante que os pais, independente de classe social, entendam que o futuro pertence aos filhos. Feliz dos pais que sabem enaltecer a virtude de seus filhos e estimulá-los a conquistar o mundo.

A obrigação dos pais é criar bem e orientar para a vida. O resto precisa ser feito por eles mesmos, com independência e determinação. É preciso entender que logo após a adolescência os filhos já precisam demonstrar que tem atitudes próprias.

Muitos pais não entendem isso e exigem que os filhos peçam e perguntem tudo a eles. Querem continuar comandando a situação. Esquecem que os filhos cresceram e que é importante que tenham suas próprias opiniões e decisões. O resultado disso é que os filhos ficam dependentes e assim serão para sempre.

O caminho certo para viver bem é fazer com que os filhos sejam sempre mais importantes que os pais, pois assim o futuro do País estará garantido, com profissionais capazes e pessoas realizadas.

Cada geração precisa ser melhor que a anterior. Havendo doação total aos filhos haverá menos egoísmo e mais amor, força maior que impulsiona para uma vida feliz.

Comentarios (1)

RSS Comentario Feed
sofrimento
0
ola ! preciso de ajuda acabei de me separa do meu marido tenho 26 anos e ele 46 nao tem juizo que bater em mim nao me da dinheiro e agora estou na minha mae para nao ir para a rua com os meus 4 filhos ho que eu faço ,me ajudem por favor ,estou deses´perada com tudo isso um forte abraço patricia
patricia , janeiro 11, 2014

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.