08
Fev 12
Viver e Saber

O dia Internacional da mulher instituído pela ONU em 1975, após inúmeras lutas para que seus direitos fossem reconhecidos, marcou uma nova etapa, reforçando a conquista e despertando a sociedade para uma nova realidade.

 

Um dos primeiros marcos na história das conquistas das mulheres aconteceu em 1788 na frança quando o Político e Filósofo Francês Condorcet reivindica direitos de participação política, emprego e educação para as mulheres.

A partir desta data inúmeros movimentos foram acontecendo mundo a fora, até a conquista ser reconhecida pela ONU, estabelecendo o dia 8 de março como o Dia Internacional da Mulher.

É quase impossível acreditar que a mulher foi tão desconsiderada ao longo dos tempos. Ela que é a base e o alicerce da família e da sociedade.

Como imaginar que pudessem considerar inferior aquela que gera a vida? Sem a mulher não haveria vida.

A mulher é a grande força que mantém a família unida e organizada. Sua dedicação, sua extraordinária capacidade de conciliar interesses, além da sensibilidade para entender e perdoar, fazem com que os problemas se diluam com muita facilidade.

Ela é a mediadora entre interesses diversos e sua capacidade para manter um ambiente tranqüilo e acolhedor a tornam indispensável, para as famílias e para as empresas, onde contribuem com seu conhecimento, talento e disciplina para o bom funcionamento das mesmas.

Em geral, as mulheres são muito responsáveis. Os exemplos que dão ao criarem seus filhos, muitas vezes sozinhas, com uma coragem extraordinária, enfrentando sem medo as dificuldades, são dignos de registro e de exemplo.

O número de mulheres que se destacam profissionalmente é cada vez maior e o Brasil tem como Presidente uma mulher, o que engrandece o Pais.

As mulheres que trabalham muito para se manter e educar seus filhos, as mulheres que são exemplos de coragem e determinação, as mulheres professoras, que tem a missão de ensinar e educar, as mulheres médicas, dentistas e enfermeiras, indispensáveis nos cuidados com a saúde, enfim todas as mulheres, mães dedicadas que se doam integralmente para seus filhos, o abraço e a admiração pelo muito que fazem.

Ao homenagear as mulheres no seu dia, lembro aquelas que se dedicam a caridade, que criam filhos que foram abandonados, que se doam totalmente a causas sociais, trabalhando pelo bem estar daqueles que mais necessitam.A estas heroínas o respeito e o reconhecimento pela valiosa colaboração, visando minorar o sofrimento daqueles que mais necessitam.

Comentarios (0)

RSS Comentario Feed

Escreva seu Comentario

smaller | bigger

busy

Receber Novidades


.